quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Uma tortinha (ops... uma história) para ser deliciada com quem amamos



-- Fê,  tenho uma história para te contar! -- Fiz o convite à prima de nove anos. Gritei lá do quarto.
Alguns minutos depois chega ela serelepe: -- Quel, cadê a história?

E olhe que ela estava no sofá assistindo Netflix (o mundo, ainda, tem jeito...).

Pegou o tablet da minha mão e, encostadinha na cama, começou a ler a versão digital de A Bruxinha Roxa e A Besoura Beeze, escrito por Janine Henriques.

Me senti meio que deixada de lado. -- E não vai ler comigo, não? -- Perguntei surpresa. Ela respondeu com seu jeitinho bem prático de ser: --Tô lendo sozinha, na cabeça.

-- Fê,  esse livro não é para ser lido sozinho.

Inteligente como as crianças são, embora os adultos as subestimem, eu sabia que, durante a leitura, ela iria entender exatamente o que eu quis dizer.

Combinamos a leitura tipo jogral.  Ela lia um parágrafo, eu outro e, assim, compartilhamos a aventura da Bruxinha do bem que fazia lindas canções e que ficou doente por causa do comportamento impulsivo da sua melhor amiga, a Beeze.

Esse conto sobre amor e amizade é como a tortinha mágica feita pela Bruxinha, é para ser deliciada com as pessoas que amamos. Ele nos ensina que o individualismo nos adoece, mas, apesar de todas as dificuldades, é possível revertê-lo em encontro e parceria.

-- E aí, Fê?  Gostou?

-- Gostei, Quel.

-- E o livro fala sobre o quê? -- perguntei.

-- Uma besourinha comeu uma torta sozinha e a amiga perdeu a memória. Aí ela fez uma viagem pra tentar trazer a memória de volta.

Ela contou tudo com uma memoriazinha de elefante e fechou seu resumo, exatamente, com uma das últimas falas do livro -- 'Olhe pra o amor, olhe pra o amor.'

Fiquei até constrangida com a minha falta de atenção. Fui conferir no livro. De fato, era aquilo.

O amor ecoou nela bem mais forte do que em mim. 

A natureza infantil é assim, atenta e frutífera, propícia aos bons sentimentos. 

Eu achando que ia ensinar, acabei aprendendo. 

Por isso, recomendamos (eu e Fê) 'A Bruxinha Roxa e a Besoura Beeze em: a Bruxinha que perdeu a música por causa da Besoura'.

O livro foi lançado pelas editoras Amazon e Saraiva e pode ser adquirido virtualmente, impresso ou ebook, através das plataformas Create Space, Amazon.com, Amazon.com.br e Saraiva.com.

Desejamos uma boa experiência de afeto e aprendizado compartilhados.






3 comentários:

  1. Nossa me emocionei lendo seu relato essa Fé e mesmo assim serelepe meiga carinhosa enfim sao muitos adjetivos que ela possui e eu acabo aprendendo também com ela.# mãe coruja.

    ResponderExcluir
  2. Nossa me emocionei lendo seu relato. Essa Fé e mesmo assim serelepe meiga carinhosa enfim sao muitos adjetivos. Eu também prendo com ela senhorita Quel.#Nossa Fé #mãe coruja.

    ResponderExcluir
  3. Tu arrasa, né?! Forever and ever <3 Te amo, Francesa ;)

    ResponderExcluir